Black Friday do Rio Music Market traz ingressos promocionais até 27 de Novembro de 2020

0
167

Aqueles que ainda não compraram o passaporte para o Rio Music Market 2020 poderão aproveitar a Black Friday para garantir seu lugar no evento.  A partir de hoje (18) até 27 de novembro (ou enquanto durar o lote), ingressos para os três dias de vento saem por R$ 89 no site Eventbrite.  A conferência, que acontecerá de 8 e 10 de Dezembro de 2020, será transmitida online diretamente do Vivo Rio, com convidados locais e remotos. Grandes nomes da indústria da música nacional e internacional já confirmaram participação em diversos painéis. Entre as empresas que estarão presentes nesta edição estão Merlin,  Amazon Music, WIN, Deezer, Biscoito Fino, A Greener Festival, Tratore, Unison, Atração Fonográfica, MoviePlay, Fuga, Facebook, Stolen Recordings, British Underground, Instagram, Ninja Tune e Mills Records.  Os inscritos também terão acesso em primeira mão à Análise do Mercado da Música Independente no Brasil 2019/2020, um relatório completo com mais de 50 páginas preparado pela ABMI sobre o mercado independente brasileiro.

Sobre a ABMI

Fundada em 2002, a Associação Brasileira da Música Independente é uma entidade sem fins lucrativos, que atua como a voz das empresas brasileiras no mercado fonográfico. Com o objetivo de promover maior a integração do mercado brasileiro ao mercado mundial de música gravada, sua missão é organizar, capacitar e desenvolver os produtores de conteúdo criativo musical, possibilitando melhores resultados financeiros, oportunidades de negócios e o seu contínuo aprimoramento. A ABMI tem assento na WIN – Worldwide Independent NetworkAssociação Mundial de Gravadoras e Associações Independentes, com mais de 800 associados em todo o mundo. Além da WIN, a ABMI participa ativamente da MERLIN, que vem se revelando o mais importante articulador de negócios da música em ambientes digitais em todo o mundo. A instituição é a maior e mais importante articuladora política do setor, tendo comandado o movimento de imunidade tributária da música brasileira através da PEC 123/2011, mais conhecida como a PEC da Música. Além disso, a ABMI trabalha para reduzir o déficit de inclusão digital de seus representados e para criar a estrutura necessária para recolher e administrar os novos direitos sobre licenças decorrentes de usos digitais para as gravadoras e artistas nacionais. Os benefícios da gestão coletiva da ABMI serão percebidos inicialmente por seus associados e, na sequência, estendidos ao setor como um todo, contribuindo assim para a sua organização, consolidação e fortalecimento comercial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por Favor Digite Seu Comentário!
Por Favor, Digite Seu Nome Aqui